Cardápio

Nascido churrascaria, o Rodeio tem a natural vocação das muitas variações em torno de um tema: a carne. Entre elas, a campeã de audiência, invenção da casa: a picanha fatiada.

Outro clássico, nascido ali na hora da inspiração momentânea de um freguês gourmet (o jornalista Thomaz Souto Corrêa, que prefere dividir as honras com o também jornalista Tarso de Castro), é o Arroz Rodeio, nascido Arroz Biro-Biro em honra de um carismático jogador do Corinthians.

O pão de queijo é um ícone que nenhum mineiro há de contestar, assim como são ícones o beef tea, o palmito pupunha, o bacalhau grelhado e a panqueca caramelada.

O creme de papaia, levemente embebido em cassis, também obra do Rodeio, é daquelas coisas que justificam o desabafo bem-humorado de Juca Chaves: “Churrascaria subversiva. Destrói qualquer regime, até o nosso”.

Menus

Clique nas imagens abaixo para visualizar nosso menu.